Obesidade infantil: Prevenção e tratamento

criança ansiosa
Criança ansiosa: 5 técnicas para acalmar
10/06/2019
água engarrafada
Água da torneira ou engarrafada? Saiba qual é a melhor para seu filho
24/06/2019

Se o seu filho está acima do peso, você pode ajudá-lo a ter um peso saudável à medida que cresce. De fato, a obesidade infantil tem preocupado muitos pais, além de médicos e outros profissionais da área da saúde.

Como pais, às vezes pode ser difícil admitir que seu filho está com excesso de peso. No entanto, é preciso entender que as crianças com o peso ideal tendem a ter uma melhor qualidade de vida.

– Peso + Saúde

Sem dúvidas, uma criança que é obesa está mais propensa a desenvolver diabetes, doenças cardíacas e outras complicações da obesidade no início da vida, diferente de alguém que desenvolve obesidade na idade adulta. Além disso, os pequenos podem sofrer bullying e desenvolver baixa auto-estima. 

Hábitos de vida dos pais

Antes de mais nada, quando pensamos em prevenir a obesidade infantil, naturalmente tendemos a pensar nas próprias crianças. Assim, pensamos em fazer tudo o que pudermos para garantir que nossos filhos sigam hábitos de vida saudáveis, em especial realizando uma dieta e exercícios físicos. 

Isso é obviamente importante, mas os hábitos cotidianos dos pais também são fundamentais. Portanto, devem dar um bom exemplo evitando levar um estilo de vida sedentário.

Por que a obesidade infantil é considerada um problema de saúde?

– Crianças com obesidade podem ser intimidadas e provocadas mais do que outras. Além disso, estão mais propensas a sofrer de isolamento social e depressão. Portanto, os efeitos disso podem durar até a idade adulta.

– Crianças com obesidade correm maior risco de ter outras condições crônicas de saúde e doenças. Por exemplo: asma, apneia do sono, problemas nos ossos e diabetes tipo 2.

– As crianças com obesidade também têm mais fatores de risco para doenças cardíacas, como pressão alta e colesterol alto. 

– A obesidade infantil pode refletir na fase adulta. Isso pode levar a problemas de saúde física e mental ao longo da vida. 

Obesidade infantil: Passos para o sucesso

Aqui estão 3 maneiras de ajudar seu filho a manter um peso saudável:

1 – Seja um bom exemplo

Primeiramente, uma maneira de estimular bons hábitos em seu filho é sendo um modelo ideal. De fato, as crianças aprendem pelo exemplo. Assim, você pode incentivar seu filho a ser mais ativo e a se alimentar bem fazendo isso sozinho. Portanto, faça uma caminhada ou um passeio de bicicleta.

Brincar no parque ou nadar com seus filhos mostra que ser ativo é divertido. Além disso, é uma ótima maneira de vocês passarem mais tempo juntos. Dessa forma, qualquer mudança que você faça na dieta e no estilo de vida do seu filho terá muito mais chances de ser aceita. Isso porque quando as mudanças envolvem toda a família tem mais chances de darem certo.

2 – Incentive a criança a fazer atividades físicas

As crianças com excesso de peso não precisam fazer mais exercício do que as crianças magras. Seu peso corporal extra significa que eles queimarão naturalmente mais calorias para a mesma atividade.

Assim, todas as crianças devem fazer pelo menos 60 minutos de atividade física por dia para ter boa saúde. Mas não precisa ser tudo de uma só vez. Vários períodos curtos de 10 minutos ou até 5 minutos de atividade ao longo do dia podem ser tão bons quanto um trecho de uma hora.

Dica para os pequenos

Para crianças mais novas, pode ter a forma de brincadeiras ativas, como jogos de bola e usar as gangorras e os balanços no parque. Para crianças mais velhas, pode incluir andar de bicicleta, andar de skate, ir à pular, nadar, dançar e praticar artes marciais.

3 – Não exagere nas porções dos alimentos

As crianças, assim como os adultos, devem comer 5 ou mais porções de frutas e vegetais todos os dias. Certamente, eles são uma ótima fonte de fibras, vitaminas e minerais. Aliás, desencoraje seu filho a comer alimentos açucarados ou com alto teor de gordura, como doces, bolos, biscoitos, etc.

Há pouca orientação oficial sobre a quantidade exata de alimentos que as crianças precisam. Então você precisará fazer seu próprio julgamento. Dessa forma, uma boa regra é começar as refeições com pequenas porções e deixar que seu filho peça mais se ainda estiver com fome.

Tente não fazer ele terminar tudo no prato ou comer mais do que quer. Além disso, não use pratos grandes para crianças pequenas, pois isso as encoraja a comer porções maiores. Também pode ajudar se você incentivar seu filho a comer devagar e definir as refeições. Saiba mais sobre alimentação na infância.

Conheça o Espaço Educacional Pequeno Aprendiz

O Espaço Educacional Pequeno Aprendiz oferece um ensino de qualidade baseado no sistema Mackenzie de educação. Através de valores contidos na Bíblia Sagrada, a palavra de Deus é honrada e prevalece na estrutura pedagógica da escola. Assim, as dificuldades de cada criança são superadas através do apoio integral da instituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *