Mulher: mãe, professora educadora

Como a escola pode influenciar na formação de hábitos alimentares
14/06/2017
O Início de uma alimentação saudável
31/07/2017
Quando pensamos em educação, a primeira imagem que nos vêm à mente é de uma sala de aula repleta de crianças aprendendo com um professor.

Certamente, a escola tem a função de educar, mas ela não é o primeiro ambiente em que ocorre o processo de aprendizagem. É na família, no contexto do lar, que a criança recebe seus primeiros ensinos. Teóricos da educação como Rousseau, Comenius e Pestalozzi, referiram-se à família como ambiente apropriado para a educação da criança.

Mas o valor da família na educação recebeu especial atenção muito antes dos teóricos já mencionados. Lemos em Provérbios 1.8: “Filho meu, ouve o ensino de teu pai, e não deixes a instrução de tua mãe”. Observe que, segundo Salomão, não apenas o pai, mas também a mãe, tem uma responsabilidade na educação dos filhos.

O sábio Salomão disse: “ … e não deixes a instrução de tua mãe”. A mãe exerce um papel fundamental e insubstituível na formação da personalidade e caráter da criança, cujos princípios são lançados e se formam, para toda a vida, em seus primeiros anos. É no colo da mãe, que antes de chegar à escola, o filho aprende amar e respeitar as pessoas, aprende a ser justo e honesto, aprende a ser gentil e humilde, aprende a falar a verdade e nunca mentir, aprende orar e amar a Deus. Se é assim, podemos afirmar que a mãe é uma professora educadora. Ela se transforma na primeira educadora de seus filhos.

Rev. Gildásio Reis – Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, onde também atua como Capelão Universitário. É escritor e conferencista

Fonte:http://sme.mackenzie.br/mackenzie/Home/Conheca-o-Sistema/Noticias/Mulher-mae-professora-educadora#article_line_12889

1 Comment

  1. Gisele disse:

    Adorei o artigo. Parabéns! Bjbj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *