Mudança de escola: Saiba como ajudar seu filho a se adaptar

As boas vindas: Acolhimento escolar para novos alunos
20/01/2020
mudança de escola

A mudança de escola pode ser uma grande reviravolta na vida das crianças. Mas existem maneiras de amenizar o impacto que isso causa em seus filhos. Deixar os amigos, professores que já conhecem e o ambiente escolar com o qual se sentem à vontade dificulta a transferência para um novo local. 

Antes de mais nada, informe a criança sobre a mudança de escola. Além disso, é preciso explicar os motivos e saber como ela se sente. Dessa forma, a criança poderá processar, discutir e se despedir dos amigos. 

Então, não deixe para fazer isso poucos dias antes do início do ano letivo da nova escola. Embora você possa não gostar de sua reação inicial, dar a seu filho a chance de questionar a mudança e avisar seus amigos e a professora, ajudará na transição a longo prazo.

Visite a escola antes

Primeiramente, se possível, leve seu filho para ver a escola antes que ele comece a frequentar as aulas. Assim, ele terá uma noção do que lhe espera no primeiro dia de aula. 

Portanto, saber com antecedência onde fica o refeitório, a biblioteca, a sala de aula e as áreas de lazer pode aliviar a ansiedade da criança. Então, quando ele estiver sozinho, a experiência parecerá menos assustadora. 

Além disso, tente agendar uma reunião com a professora do seu filho. Este também é um bom momento para perguntar sobre as diretrizes de trabalho da escola.

Por exemplo, no Espaço Educacional Pequeno Aprendiz o ensino é baseado na aprendizagem significativa, através do Sistema de Ensino Mackenzie. Assim, a criança desenvolve todo o seu potencial. Além disso, a partir de princípios cristãos, Deus triunfa no eixo pedagógico da escola.

Converse sobre a mudança de escola

Primeiramente, pergunte como você pode ajudar nessa transição. Quanto mais cedo você começar a conversar com ele sobre a mudança, mais cedo começará a falar. Portanto, lembre a criança que você sabe que a mudança será difícil e que você está lá para ajudar. 

Assim, quando seus filhos compartilharem seus sentimentos, tente entender o que estão passando, mesmo que você esteja passando por sua própria transição e mudança.

Identifique os benefícios imediatos

Mesmo que seu filho tenha amado a escola anterior, há sempre algumas coisas que poderiam ser melhores. Converse com ele sobre os benefícios de deixar sua escola atual. 

Assim, uma nova escola pode representar um novo começo quando pontos negativos da instituição de ensino anterior eram um problema. De fato, é fácil para a criança se concentrar apenas nos “aparentes” pontos negativos de uma situação e esquecer que também pode haver benefícios.

Atenção:

Lembre-se de que cada criança terá seu próprio jeito de lidar com a mudança de escola. Portanto, algumas terão a necessidade de falar sobre isso, enquanto outras podem ter mais dificuldade de expressar seus sentimentos. 

Os primeiros dias de aula

As primeiras semanas na escola podem ser desafiadoras. Logo, você pode descobrir que seu filho está reagindo de maneira diferente do que você esperava. Por isso, converse com ele sobre as suas experiências na nova escola. 

Tenha atenção a qualquer sinal de que seu filho não esteja se adaptando. Dessa forma, certifique-se de fazer check-in periodicamente na escola para falar com os professores e saber se seu filho está se adaptando. 

Algumas crianças podem querer esconder problemas de seus pais. Em muitos casos, uma escola pode ver sinais de problemas antes de você.

Participe da comunidade escolar

Agora, se você tiver tempo para participar do ambiente escolar, poderá conhecer outros pais que tenham filhos na turma do seu filho. Isso pode ajudá-lo a fazer amigos mais cedo. 

De fato, a participação em atividades extracurriculares é importante para promover a interação da criança com os colegas. Portanto, essa é uma ótima maneira do aluno fazer rapidamente novos amigos e se sentir aceito pela escola. 

Além disso, oferece a criança uma oportunidade de aprender novas habilidades, principalmente aquelas com TDAH. Enfim, procure ajudar seu filho a lidar com esse período difícil e se adaptar à nova escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *