Como criar uma criança inteligente emocionalmente

choro das crianças
Maneiras de acalmar o choro das crianças
25/02/2019
educação na primeira infância
A importância da educação na primeira infância
11/03/2019

Gerenciando a ansiedade para lidar com um grande projeto, administrando o medo para se candidatar a um emprego, a capacidade de um ser humano gerenciar suas emoções de maneira saudável determinará a qualidade de sua vida. Assim, uma criança inteligente emocionalmente terá menos dificuldades em enfrentar os problemas que surgirem em seu caminho.

A inteligência emocional engloba a compreensão, consciência e capacidade de expressar e administrar as emoções. Além disso, o autocontrole é fundamental para o bom desempenho infantil. Isso porque a crianças que conseguem conter seus impulsos são capazes de se engajar em comportamentos mais pró-sociais e assim atingir seus objetivos.

Nutrir o temperamento 

Primeiramente, quem já teve mais de um filho sabe que as crianças nascem com um temperamento distinto. Assim, como pais, não podemos controlar isso, mas podemos tentar dar a nossos filhos o ambiente que melhor os ajudará a aproveitar ao máximo seu potencial. Portanto, a estabilidade ou a instabilidade da felicidade interior de uma criança é inteiramente determinada pela educação que recebe na infância.

Criança inteligente

De fato, muitos pais desejam criar uma criança inteligente e suficientemente livre de problemas emocionais. Dessa forma, poderá lidar melhor com as tarefas de desenvolvimento conforme sua idade, bem como as amizades na infância.

Parte da construção da inteligência emocional envolve aprender a resolver problemas. Uma vez que ele tenha identificado pelo menos cinco soluções possíveis, ajude-o a avaliar os prós e contras de cada uma. Então, incentive-o a escolher a melhor opção.

Felicidade e autoestima

As últimas pesquisas sobre felicidade nos dão uma notícia surpreendente. A felicidade acaba sendo menos resultado de sorte e circunstâncias externas do que um produto de nossos próprios hábitos mentais, emocionais e físicos, que criam a química do corpo que determina nosso nível de felicidade.

2 passos…

1 – O primeiro passo na criação de uma criança inteligente emocionalmente é ajudá-la a construir uma autoestima saudável. Além disso, um relacionamento positivo com você. Isso cria um núcleo sólido de amor próprio ou felicidade interna estável, independentemente de eventos externos.

2 – O segundo passo é ajudá-la a realmente realizar coisas das quais possa se orgulhar, seja aprender a ligar a televisão ou levar para casa um boletim com excelentes notas.

Persistência e resiliência

É importante fazer a criança persistir diante da adversidade. Assim, fica mais fácil encontrar energia para perseverar. De fato, a perseverança pode determinar nossas chances de sucesso mais do que qualquer outra característica única.

Todas as crianças enfrentam algum tipo de adversidade em sua jornada para a vida adulta. Por isso, a resiliência é um pré-requisito para um crescimento saudável. Portanto, ao ajudar seus filhos a desenvolver resiliência, você os vacina contra futuras dificuldades.

Leitura para ajudar a criança a lidar com uma perda

Os livros podem ser de grande ajuda para explicar alguma mudança repentina na vida da criança. Por exemplo: a mudança de domicílio, a morte de um ente querido ou do animal de estimação. Afinal, ver que os outros também sofreram perdas ajuda as crianças a se sentirem menos sozinhas com o trauma. 

Reler o mesmo livro muitas e muitas vezes dá às crianças uma oportunidade de processar sua dor, às vezes falando e chorando, às vezes simplesmente sentindo.

Compreendendo as emoções

A princípio, uma criança inteligente emocionalmente consegue se acalmar quando está com raiva. Assim, no futuro, pode se sair bem em circunstâncias difíceis. Logo, uma criança que possa expressar suas emoções de maneira saudável provavelmente manterá relacionamentos mais adequados ​​do que uma criança que grita ou diz coisas ruins quando está com raiva.

Uma vez que as crianças compreendam suas emoções, elas precisam aprender a lidar com elas de maneira saudável. Saber se acalmar, se animar ou enfrentar seus medos pode ser complicado para elas.

A boa notícia é que todas as crianças têm a capacidade de aprender habilidades de inteligência emocional. Portanto, só precisam de adultos para ensiná-las como fazer isso.

Conheça o Espaço Educacional Pequeno Aprendiz

No Espaço Educacional Pequeno Aprendiz, crianças de 6 meses a 6 anos de idade são estimuladas através da aprendizagem significativa. O material didático é inspirado no Sistema de Ensino Mackenzie. Dessa forma, a criança desenvolve todo o seu potencial. Além disso, por meio da Educação por Princípio Cristão a palavra de Deus triunfa no eixo pedagógico da instituição.

1 Comment

  1. […] um cãozinho em casa pode beneficiar a inteligência emocional do seu filho. De acordo com estudos, os cachorros também podem ter um efeito positivo na saúde de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *